Anúncio Suíte

Uma das situações mais recorrentes quando você está atendendo um cliente é a urgência. O cliente tá com pressa, quer tudo pra ontem, e quer que tudo seja resolvido o mais rápido possível. Infelizmente esse tipo de situação faz parte do cotidiano de quem trabalha com criação, principalmente designers gráficos e publicitários.

Se for possível resolver o problema do cliente em tempo recorde e com bom resultado, essa é a melhor saída, mas é claro, ninguém é o super-homem. O problema é quando isso se torna uma rotina, e todos os pedidos do seu cliente começam a ser sempre urgentes, não planejados, e quando chegam, trazem consigo uma pressão absurda para que tudo seja feito logo.

Posso te mostrar uma coisa?

Antes de continuar a sua leitura, posso te contar uma novidade? Eu lancei recentemente a minha própria plataforma de cursos online, a Suíte Criativa, e depois de 5 anos publicando vídeos, tutoriais e dicas no canal do Clube do Design no youtube eu finalmente desenvolvi o meu próprio curso online de Illustrator com certificado.

Se você puder, dá uma olhadinha lá no site e conheça o meu curso de Illustrator. Tenho certeza de que você pode aprender muito sobre um dos aplicativos criativos mais usados do mercado. Não se assuste, o preço é barato sim! O meu objetivo é que todas as pessoas possam ter acesso a ensino de qualidade, por um preço extremamente acessível.

Obrigado! Continue com a sua leitura ;)

O jargão “a pressa é inimiga da perfeição” nunca fez tanto sentido, já que o trabalho sob pressão constante pode gerar sérios problemas, não só de resultados, mas também de relacionamento com o seu cliente e também de saúde. Mas como lidar com isso?

Eu tenho uma solução muito simples, sempre deixar claro o prazo de entrega para o cliente. Quando ele pede um serviço à jato, eu faço um estudo das possibilidades, o que pode ser feito naquele curtinho período de tempo, e avalio se o resultado realmente pode ser alcançado. Se o prazo é impossível, então você tem duas saídas: contratar mais gente pra fazer junto, ou simplesmente jogar limpo com o cliente. “Não dá pra fazer nesse prazo” é muito melhor do que um “Ficou uma merda” depois de entregar.

Também tem aquela situação onde você já está atendendo um job urgente, e o cliente te joga mais um na mesa, pra ontem (já tá com a mania!). Se você tiver uma fila de jobs com prazos estabelecidos, a saída é utilizar um sistema de prioridades, e questionar o cliente se o job que chegou agora tem prioridade sobre o que já estava sendo feito, se sim, informar que o job atual vai ser parado e só será continuado depois que o mais prioritário for finalizado.

Essa fila de prioridades na verdade é muito útil, pois permite ao cliente decidir o que é mais importante e o que pode ser deixado pra fazer depois. Não dá pra simplesmente dizer que não vai fazer, você precisa manter o seu cliente satisfeito, então gerenciar a fila e dar um jeito de identificar e atender as demandas prioritárias está nas suas mãos.

Agora se você tá a fim de atender tudo o que seus clientes mandam, no tempo que eles querem, talvez esteja na hora de investir em pessoal, contratar mais gente, e quem sabe até começar a cobrar um pouco mais pelo seu trabalho.

E você, como gerencia esta situação? Me conta a sua estratégia nos comentários.

Publicidade

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo usar vários numeradores no CorelDRAW
Próximo artigoO lugar do design nas mídias sociais
Arte-finalista e produtor gráfico especializado em pré-impressão e impressão, projetos de comunicação visual, design editorial e gestão de marca. Professor de informática aplicada ao design e certificado em propriedade intelectual, gerenciamento de cores, edição e tratamento de imagem. Apaixonado por design e criatividade, me dedico a ajudar as pessoas a encontrarem uma nova profissão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here