Que arquivo enviar e quais as configurações não devo esquecer ao finalizar um cartão de visitas no Photoshop? – Tirando dúvidas

5
22

A partir de agora vamos ter a série Tirando dúvidas aqui no Clube, e todas as dúvidas que tenham um interesse comum entre os leitores estarão disponíveis, devidamente respondidas para que todos podam se beneficiar e aprender um pouco mais.

A dúvida de abertura desta série veio da leitora Solange Sol que nos procurou através do nosso perfil social no facebook e ela disse o seguinte:

Por favor, podem me ajudar? Estou fazendo um cartão de visitas no photoshop, visto ter mais recursos. Como devo salvar pra mandar pra gráfica? Qual arquivo eles aceitam? E quais as configurações não devo esquecer? Preciso muito da ajuda de vocês. GRATA. Solange.

Tirando a dúvida:

Solange, cada estabelecimento gráfico pode conter suas próprias especificações e exigências quanto ao formato de arquivo, seria muito importante você entrar em contato com a gráfica que pretende imprimir para que lhes deem esta informação.

Em um mundo perfeito, onde as gráficas tem um profissional arte-finalista que saiba usar todas as ferramentas você poderia mandar o cartão feito no Photoshop em PDF, mas infelizmente esta não é nossa realidade, você pode topar com uma gráfica que “só aceita arquivo em Corel” ou outro programa da preferência dela, etc. É triste mas é a realidade.

Quanto ao que você não deve esquecer:

1. Faça seu trabalho em CMYK, alguns filtros do Photoshop deixam de funcionar neste modo, você pode começar em RGB, mas ao finalizar converta todo o seu trabalho em CMYK para não ter surpresas na hora da impressão no que diz respeito a fidelidade de cores.

2. Use todos os recursos imprescindíveis na elaboração do seu material, margem, área de segurança, área de sangria etc. Geralmente gráficas online tem um gabarito onde você pode criar seu cartão sobre ele. Este já vem com as guias indicando cada uma destas áreas que lhe mencionei.

3. Caso a gráfica aceite PDF, exporte-o respeitando as especificações, prefira utilizar PDF x-1a pois é um padrão aceito mundialmente e sempre converta tudo em CMYK antes de finalizar.

Portanto, o Photoshop é uma excelente ferramenta para criação deste tipo de material, um cartão de visitas pode ganhar muito mais vida se bem feito com este programa, em todo caso ainda topamos com a dificuldade que as gráficas despreparadas nos impõem.

Então? Você também tinha este tipo de dúvida?

Deixe sua dúvida nos comentários do site, nos comentários dos vídeos em nosso canal do youtube ou em nossos perfis sociais do facebook ou twitter.

5 COMENTÁRIOS

    • OI Flavia, desculpe o incoveniente. Por favor, faça um cadastro gratuito no site para ver todos os artigos sem restrições. Infelizmente tenho que ativar este recursos algumas vezes para que o site ganhe mais visibilidade.
      Um abraço!

  1. Olá Luite, ótima explicação sobre a finalização de cartões no Photoshop, a Solange não terá nenhum problema se seguir as dicas que você passou. Quanto a conversão do arquivo de RGB para CMKY, eu particularmente prefiro já iniciar o trabalho no padrão CMYK, pois a arte pode mudar bastante ao converter já com o arquivo final, principalmente quando utilizamos degradês.
    Grande abraço

    • Com certeza seria bem melhor Eder, em todo caso no Photoshop há filtros que só funcionam em modo RGB, portanto o que você pode fazer é habilitar apenas a simulação de perfil (Proof setup) no menú View, assim pode trabalhar em RGB simulando uma saída CMYK sem perder os filtros. Se ficar complicado, basta usar mesmo o RGB e ter em mente qua a diferença pode ser compensada depois da conversão utilizando alguns ajustes de matiz/saturação.

      Um abraço e obrigado pela opinião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here