No dia 03/06 aconteceu a edição 2017 do CDay , evento realizado anualmente pelo Cutedrop que promove incríveis palestras temáticas sobre o universo do design.  O tema deste ano foi “Design do dia-a-dia” e a Priscilla Uemura representou o Clube do Design no evento.

Antes dos trabalhos serem iniciados, foi dada à ONG Codeclub a oportunidade de se apresentar e falar um pouco dos seus trabalhos.  O Codeclub é uma instituição destinada ao ensino gratuito de programação para crianças de 9 a 12 anos, independente de sua situação financeira.  Um projeto muito bacana e aberto a quem quiser se tornar voluntário. Para saber mais sobre o Codeclub clique aqui.

O ciclo de Palestras começou com o tema “O futuro do design: projetando com e para a próxima geração” com a Carol Hoffman que é Designer de inovação no AmeDesign.com.br e no LaDA/ESDI. Carol explicou como a tecnologia deu voz ao público, que não é visto mais como consumidores e sim pessoas. O relacionamento das marcas com os consumidores teve que se reinventar e começar a interagir como se fizesse parte do grupo alvo deixando de lado a distância que existia antigamente, criando vínculo com os seus consumidores e entendendo melhor suas necessidades.

Essa apresentação possibilitou entender que o futuro pode ser construído através do reconhecimento das necessidades das pessoas pelas empresas. O design pode evoluir dessa interação, construindo o futuro junto com as pessoas e não somente para elas.

Em seguida, foi a vez do prof. Marcus Dohmann, docente no Curso de Comunicação Visual – UFRJ, falar sobre o tema: “Cultura Material e Design: Sobre uma vivência entre tangibilidade e simbolismo”. Foi mostrada a evolução do homem através do objeto e como este evoluiu trazendo inúmeros benefícios à humanidade. O palestrante expôs, também, a necessidade do homem de transmitir suas crenças, confiabilidades, dentre outros sentimentos, pelo objeto.

Passamos a entender, então, que o nosso hábito de colocar significado nos objetos não vem de hoje. Ele sempre esteve presente durante toda nossa história. Por meio deste entendimento, inicia-se o processo do Design, que não se pauta somente em criar um objeto físico, mas em criar uma solução, que será composta por todos os sentimentos que nós colocarmos nele.

A terceira palestra teve como tema “Neuromarketing: Compreendendo o lado emocional da experiência” com a Co-CEO da empresa Forebrain, Ana Souza. Nessa palestra, nos foi exibido um trabalho sobre qual seria o verdadeiro sentimento do consumidor em relação ao produto.

Ao longo da apresentação, vimos diversas imagens do cérebro que traduziam como o preço pode interferir na experiência do indivíduo com os produtos. O valor do produto seria capaz de fazer com o que o consumidor tivesse uma melhor experiência com um produto mais caro. Isso se deve a uma associação de que “o mais caro é o melhor”. Destacou-se também de como a experiência é um fator determinante para o cliente. Em algumas situações, comprovou-se que o cliente nem sempre faz questão de algo físico, mas de algo que gere emoção.

Através de experimentos como esse, o neuromarketing pode contribuir para a sustentabilidade das empresas. Com o uso dessa ferramenta, as empresas estariam possibilitadas a se anteciparem à reação do público, diante de um determinado produto. Torna-se possível assim evitar algum prejuízo por lançar produtos que não sejam atraentes aos olhos dos consumidores.

Por fim, o ciclo de palestras foi encerrado com Karin Schneider, Senior Strategic Planner da Packaging Brands, apresentando o tema “O Processo de Design de marcas e embalagens”. Schneider nos contou como é fundamental a imersão no mundo do cliente no processo de criação das embalagens. O desenvolvimento da embalagem tem dentre os seus fatores: os estudos sobre o ambiente em que o produto está inserido; e como ter a percepção do consumidor quando adquire o produto no local.

Após este “Cdia”, posso dizer que minha visão mudou totalmente.  Todas essas informações ampliaram o meu horizonte. A partir de agora, o meu olhar para os produtos terá um novo significado.

Terminadas as palestras, participamos de um coffebreak maravilhoso com uma exposição de ilustrações muito bacanas!

Depois, ainda subimos para um sorteio de brindes.  Eu fui uma das sorteadas!!! 😀Fiquem ligados que ano que em tem mais CDay! Esperamos que a partir deste texto mais pessoas se interessem pelo evento, e possam prestigiar um dia rico cheio de informação e muita criatividade. Até o ano que vem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here