No mundo em que vivemos, não somos apenas o que fazemos, mas o que acreditamos. Nossas crenças marcam a maneira de como devemos nos relacionar com o mundo, é a base de nós mesmos.

Este é um texto traduzido do blog Branzai. Para visualizar o artigo original, clique aqui! 🙂

O ser humano vive na sociedade e precisa sobreviver para se relacionar com outras pessoas, fazer parte de um grupo e interagir com seu ambiente.

Para isso, desde que nascemos, estamos nos configurando, com uma mistura de educação, experiências e senso de consciência.

Pequenos aprendizados que estão construindo o que somos hoje. Único.

Todos nos educam praticamente da mesma maneira, mas todos somos diferentes um do outro.

Cada um de nós tem crenças, princípios morais, valores que marcam seu caminho em sua vida e em relação aos outros. Uma configuração que determina nossa personalidade e nosso comportamento, portanto, determina o que somos para os outros.

Sim, a programação de si mesmo é o que os outros verão de você. É a sua Marca.

É por isso que é tão importante nas marcas poder definir com precisão o que nos configura e nos torna o que queremos estar na frente do nosso ambiente.

Antes de entrar na dimensão da Marca, quero fazer uma pequena distinção no ser humano:

O que somos como pessoas é determinado por duas coisas, educação básica e valores pessoais. E eu explico.Todos sabemos que você não pode cuspir numa pessoa no rosto, é rude … todos sabemos que você não pode gritar na sala de espera de um médico, é rude …

Mas, nem todos acreditamos na igualdade da mesma maneira, nem somos todos honestos da mesma maneira … muito menos, todos acreditamos em superar como uma forma de auto-realização pessoal.

Existem fatores que nos fazem viver na sociedade de forma normal, e existem fatores que nos diferenciam do resto dos indivíduos como seres únicos.

Isto é o que chamarei de Princípios e Valores.

Continuamos … 

Se continuarmos no mundo corporativo, no ambiente “Brand”, perceberemos que existe uma linha muito difusa entre o que devo ser e o que devo ser. Entre o que me faz existir e o que me diferencia dos outros.

Quantas vezes você não ouviu falar de “Meus valores corporativos são inovação, qualidade, rentabilidade, transparência …”?

Isso é como dizer que meus Valores como Pessoa são “não gritar em salas de espera, vestir-se com calças dentro e não atacar pessoas por diversão” … Bem, estamos contentes por não ser uma loucura!

Ou seja, que empresa poderia sobreviver sem esses fatores? Para se apresentar ao mercado como uma empresa não inovadora, de má qualidade, com perdas e opacas … é ter pernas muito curtas.

Muitas marcas confundem os “Valores”, com os “Princípios”, e vamos colocar definições para cada coisa:

PRINCÍPIOS CORPORATIVOS
Estas são ações que permitem que minha empresa e minha marca cumpram de forma “higiênica” em um mercado.

Para ser um banco hoje, você terá que ser sincero, transparente e justo.
Para ser um engenheiro hoje, você terá que ser inovador, fazer as coisas corretas e confiável.
Para ser uma companhia aérea hoje, você terá que ser pontual, seguro e amigável.

Seja o que eles esperam que você seja para viver no grupo com o qual você quer se relacionar.

VALORES DA MARCA
São essas crenças que determinam quem você é comparado ao resto e nos fazem mover na direção em que queremos ser percebidos.

Acreditando que ‘ pequenos nos tornamos grandes’, acreditando que ‘Nós dirigimos o mundo’, ou acreditamos que ‘Criatividade desenha o futuro’ … são maneiras de construir uma realidade diferencial dentro de um contexto de iguais.

Os valores da marca nos ajudam a mover a empresa para o espaço que queremos ocupar, de forma diferencial e relevante.

A diferença entre PRINCÍPIOS e VALORES é muito simples, é como o que eu deveria ser e o que eu quero ser.

Eu tenho que cumprir o que as pessoas esperam de mim nesta categoria: PRINCÍPIOS, mas eu quero ser alguém importante em suas vidas: VALORES.

Este é um texto traduzido do blog Branzai. Para visualizar o artigo original, clique aqui! 🙂

Então, se você não gosta dos meus princípios, lamento dizer que não tenho outros, porque a sociedade é o que você espera de mim. Agora, se você quer que falemos sobre Valores, eu tenho mais … 😉

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here