Quando bate o bloqueio criativo

O que fazer quando sentir o temido bloqueio?

0
38

Como um estudante de design, bater de frente com um bloqueio criativo não é um grande problema. Você tem semanas – em vez de dias – para terminar seus projetos. Se você perdeu um prazo, você sempre pode dizer ao seu professor que a tia Olga morreu (novamente).

Este é um texto traduzido do blog Springboard. Para acessar o artigo original, clique aqui 😉

Mas, como profissional criativo, há muito mais na linha. Seus companheiros de equipe e clientes estão confiando em você para entregar as demandas.

Você deve aprender e estar no comando de como atravessar esses bloqueios criativos.

Aqui estão três maneiras simples que podem o ajudar a desbloquear-se (mesmo quando um prazo é iminente).

Volte sua visão para o projeto

A maior fonte dos bloqueios criativos é a falta de prioridades claras. Se você não tem uma imagem clara do que seus usuários devem fazer em uma determinada tela e em um fluxo UX, você não entenderá quem é o público-alvo para um design.

Entenda suas prioridades e as do seu cliente. Coloque “no papel”, você pode fazer isso simplesmente criando um brainstorming dos objetivos do projeto em um caderno ou um arquivo de texto.

Controle sua visão

No início de qualquer projeto criativo, você tem visões flutuando em sua mente de como será o projeto. Você pode ver levemente uma interface lisa ou um logotipo bonito entrando e saindo de sua consciência. É por isso que você é criativo. Você adora fazer essa visão real.

Mas as visões em sua mente estão sempre muito além, quando você está começando em um projeto criativo. Isso facilita a intimidação, o que por sua vez provoca os bloqueios criativos. Você imagina uma fortaleza gigante em sua mente, mas você sabe que precisa começar construindo uma pequena casa de campo.

Para voltar à realidade, você precisa reduzir a visão. Em vez de tentar fazer um mapeamento de interface perfeitamente polido, experimente um protótipo de papel. Em vez de tentar criar um guia de padrões gráficos inteiros, concentre-se primeiro na concepção de uma amostra. Valorize o rascunho, ele é apenas tudo aquilo que flutua em sua mente, colocado no papel de uma forma tátil.

Considere outras ferramentas

As ferramentas que você usa moldam o seu pensamento. Esboçar em um caderno, passar o tempo no Photoshop, e escrever código CSS: cada um tem seus próprios pontos fortes e fracos. Quando você fica preso usando apenas uma ferramenta, seu pensamento criativo fica preso, também.

Na raiz de cada bloqueio criativo existe uma pergunta sem resposta flutuando em sua mente. Mude para a ferramenta que irá responder a essa pergunta com mais facilidade, aprenda novas, mude os ares!

Se você está se perguntando sobre o aspecto de um layout em particular, talvez seja melhor esboçar com uma caneta e papel. Você também pode alternar por diversos meios. Tente escrever sobre o que você idealizou, grave em voz no seu smartphone ou discuta-o com um colega de trabalho.

Não fique tão fixado em uma ferramenta, isso pode lhe causar um bloqueio. Mude para a ferramenta que irá responder a pergunta em sua mente. Ou melhor, busque sempre respostas, aprenda o que for necessário para que você gere valor a você e ao seu trabalho.

Na próxima vez que você estiver bloqueado, tente experimentar estas três táticas. Volte para o plano do projeto, reduza sua visão ou mude suas ferramentas. Em breve você estará destruindo os bloqueios criativos sem perceber. Você deve isso a seus companheiros de equipe, seus clientes e sua tia. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here