5 Dicas para turbinar sua carreira como freelancer

Veja nesse artigo como você pode iniciar ou melhorar sua carreira como freelancer.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
CAPA

Trabalhar como freelancer é um sonho para muitos criativos que procuram sua independência profissional e viver apenas do design. Porém muitos ainda tem dificuldade em se estabelecer nesse modelo de trabalho.

Seja pela dificuldade em conseguir novos clientes, se diferenciar dos milhares de outros profissionais da área ou mesmo gerar a renda necessária para pagar suas contas.

Se você está lendo esse artigo é por que quer saber como pode iniciar ou melhorar sua carreira como freelancer, sendo assim quero compartilhar com você agora essas 5 dicas que podem turbinar a sua carreira.

1.Busque a capacitação necessária

Muitos criativos erram na construção de sua carreira por não buscarem a capacitação adequada para alcançar a diferenciação em seus serviços. Não estou me referindo apenas a faculdade mas a todo conhecimento que pode elevar a qualidade do seu trabalho.

Se você pretende focar seu trabalho em manipulação de imagens mas não tem as skills necessárias para isso, não adianta esperar que as oportunidades surjam se você ainda não está preparado. Sendo assim busque essa capacitação extra, não importa a área em que você deseja atuar.

A própria Suíte Criativa surgiu justamente para ajudar você nessa capacitação. Vale a pena você dar uma olhada e ver se um dos nossos cursos não é o que está faltando para você passar a pegar projetos mais interessantes e que paguem o justo pelo seu trabalho.

2.Tenha um portfólio próprio

Ter um portfólio pessoal e personalizado faz toda a diferença na apresentação do seu trabalho e na sua imagem como profissional. Lembre-se que o seu portfólio é o primeiro contato que você tem com seu cliente.

Mesmo que o web design não seja o seu forte você ainda assim tem excelentes opções de criadores de como o Wix.com, que te ajudam a criar um portfólio de maneira fácil e rápida.

Ao pensar em seu portfólio não esqueça também do domínio, ou seja, do nome que servirá como endereço do seu site, o famoso www.seunome.com. Você talvez não tenha noção do profissionalismo que transmite unicamente tendo um domínio próprio na internet.

Existem muitas opções para compra de domínio. Caso você opte por fazer seu portfólio com o mencionado criador de do Wix.com, poderá comprar seu domínio lá também.

3.Tenha os documentos básicos

Se você quer trabalhar como freelancer de forma profissional e evitar uma série de dores de cabeça vai precisar dos documentos básicos que um criativo deve ter.

Estou falando de modelos de contrato, briefing, apresentação de orçamento, planilhas de custos, modelos de emails etc. Tenha esses documentos prontos e caso ainda não tenha, providencie o quanto antes. Esses documentos te ajudam a mostrar ao seu cliente que você é uma empresa séria e fugir de pedidos abusivos.

Nós desenvolvemos todos esses documentos básicos e organizamos eles para você formando o Freelancer Tool Kit, um pacote com tudo o que você vai precisar em termos de documento e mais alguns extras. Confere lá!

4.Aprenda a cobrar pelos seus serviços

Essa com certeza é uma das maiores dúvidas de quem está começando a trabalhar como designer freelancer. Saber cobrar pelos seus serviços é fundamental para a boa saúde do seu negócio.

Estude sobre como é a melhor maneira de estabelecer o seu preço e até mesmo considere criar uma tabela pessoal com os valores para os principais tipos de projetos que você realiza.

Nós aqui do Clube do Design vamos te dar mais uma ajuda extra pois já falamos sobre isso em nosso canal no YouTube aqui nesse vídeo intitulado “Como cobrar o job (e evitar calote)“. Nele você encontra o link para mais três vídeos explicando detalhadamente como precificar seus serviços.

5.Seja organizado

Organização é fundamental no trabalho como freelancer. Nesse modelo de trabalho você não tem um chefe te monitorando e te cobrando seus horários, prazos e o padrão de qualidade.

É a organização que vai te ajudar a ser bem sucedido em cada uma dessas áreas. Organizando sua agenda você conseguirá reservar tempo para todas as tarefas e o cumprimento de prazos.

Ao organizar seu espaço de trabalho se manterá motivado, focado e aumentará seu nível de produtividade. Com suas finanças organizadas conseguirá cumprir com suas obrigações financeiras e alcançar um dos seus principais objetivos que é viver de design.

Conclusão

Trabalhar como designer freelancer realmente é um desafio, exige de você uma série de habilidades, disciplina e muita motivação. Embora seja um grande desafio ainda assim é uma modalidade recompensadora.

Mesmo que você esteja tendo dificuldades para se manter trabalhando como freelancer ou se está começando a cogitar essa possibilidade, essas dicas com certeza vão ajudar você a turbinar a sua carreira.

Mantenha-se focado e faça as mudanças gradualmente, se manter nessa área é algo extremamente possível mas que leva um pouco de tempo e você terá que exercer a paciência.

Agora vamos interagir um pouco e trocar uma ideia aqui nos comentários. Você trabalha ou pretende trabalhar como freelancer? O que ainda te impede de ter a sua liberdade profissional e viver de design?

É isso aí criativo, vou encerrando por aqui.

Um abraço e até o próximo post.

Comentários

O que você achou deste texto? Use a seção de comentários abaixo para tirar suas dúvidas, sugerir novos conteúdos ou para conversar comigo e a comunidade.

0 0 votos
Deixe sua nota
Acompanhar
Receber notificações para
guest
2 Comentários
Mais recentes
Mais antigos Mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Fabricio Rodrigues
Fabricio Rodrigues
15/04/2019 16:09

Bem, eu não tenho a intenção de ser freelancer, na verdade eu quero me capacitar para quem sabe conseguir um bom emprego em uma gráfica, e assim me esquivar do strees crescente que e ter o próprio negocio.