Como gerar conceitos para marcas gráficas

Para que você saiba como gerar um conceito de uma marca gráfica, vou descrever alguns pontos importantes que utilizo em meu processo criativo que lhe auxiliarão nesta tarefa.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Neste artigo, vou mostrar como você pode gerar bons conceitos para a criação de marcas gráficas. Mas, para começar, vou deixar claro aqui que a expressão “marca gráfica” se refere ao conjunto de símbolo e logotipo, visto que alguns autores consideram o termo marca com uma abordagem muito mais ampla e subjetiva.

Como mencionei no artigo “Elementos essenciais para o design de marcas #01”, O símbolo e/ou logotipo deve traduzir todo o repertório relacionado à empresa ou ao profissional para o qual você está projetando. Isso nada mais é que o “conceito de marca”, onde você dará um direcionamento para um projeto a partir de uma série de informações estudadas, pensadas, organizadas e interligadas sobre a empresa de seu cliente.

Neste ponto, iremos estudar quais os atributos, características e personalidade a marca gráfica deverá comunicar. Aqui você deve definir como traduzir esses atributos, o posicionamento da marca e o que ela deve comunicar em cores, formas e tipografias.

Para que você saiba como gerar um conceito de uma marca gráfica, vou descrever alguns importantes que utilizo em meu processo criativo que lhe auxiliarão nesta tarefa. Antes de continuar, é importante que você leia os artigos anteriores na sequência: “Como criar um bom briefing para projetos de design de marcas” e “Pesquisas fundamentais para desenvolver um projeto de design de marcas”.

1- Retorno ao Briefing

Um dos pontos importantes é reler todas as anotações do briefing. Desta forma, você conseguirá relembrar as informações repassadas pelo cliente de forma clara para que você não desvie o foco do projeto.

Relembre quais os objetivos do projeto, as exigências do cliente em relação ao mesmo e as palavras-chave mencionadas. Se preferir, anote em uma folha de papel ou em seu computador os pontos de destaque do briefing.

2- Retorno às pesquisas

Outro ponto importante é ter em mãos os resultados de suas pesquisas. Resgate as informações sobre a empresa para a qual você está projetando, os resultados da pesquisa semântica e visual poderão lhe trazer bons insights para a geração do conceito da marca gráfica.

Aqui, as pesquisas de similares e de concorrentes vão lhe mostrar que caminhos você deve ou não deve seguir. Com essas referências em mãos, você conseguirá julgar os pontos positivos e negativos deles.

3- Mapa Mental Conceitual com Palavras

Esta é uma das principais etapas para o processo de geração de conceito para uma marca gráfica. Em uma folha de papel ou em seu computador, escreva, a partir do briefing e de suas pesquisas, a ideia central do projeto que você está desenvolvendo. A partir dela, comece a traçar palavras com ideias secundárias que tenham relação com a ideia central.

Aqui o objetivo é expandir o seu repertório conceitual e depois afunilá-lo para o que você considera mais importante para o projeto, sempre com base nas reuniões com o cliente, no briefing e nas pesquisas que você realizou, pois, desta forma, o seu projeto terá coerência.

Com os conceitos expandidos através da anotação de diversas palavras, comece a encontrar relações e pontos que conectam uma palavra a outra ou um conceito ao outro e a partir disso você irá convergir as ideias para um ponto.

Por exemplo, para um de meus clientes, uma empresa de Cerimonial e Fotografia chamada Eternalis, coloquei como ideia central “eternizar momentos”. A partir disso, me fiz a seguinte pergunta: Como eternizar os momentos dos clientes da empresa? A fotografia é uma das possíveis respostas, então anotei esta palavra ligando-a à minha ideia central. Outra resposta para essa pergunta poderia ser “transformando sonhos em realidade”. E como a empresa faz isso? Com compromisso e responsabilidade. Então anotei essas duas palavras também.

Além disso, você pode transformar sonhos em realidade criando laços com as pessoas. Sendo assim, anotei a palavra laços. Laços esses que podem ser eternos. Ao escrever isso, lembrei do conceito de nó eterno ou infinito, que já tem uma simbologia e que pode trazer um direcionamento para a criação do símbolo.

Outra forma de eternizar os momentos é através de memórias. Então anotei a palavra memória. Como deixar algo na memória de alguém? Trazendo a esta pessoa emoção, criatividade e personalização, então anoto essas palavras relacionadas a palavra memória e para cada palavra dessa vou expandindo o meu mapa.

Perceba que apenas ligando diversas palavras e ideias, podemos gerar conexões, atribuir significados e direcionar a criação do símbolo, sempre sendo coerentes com todas as etapas anteriores do processo de criação.

4- Mapa Mental Conceitual com Esboços e Imagens.

Neste ponto, além de relacionar palavras, você também pode fazer pequenos esboços ou separar algumas imagens que estejam relacionadas a estas palavras, caso você ache necessário. Isso poderá lhe ajudar em seu processo criativo, pois você começará a pensar em formas. Se você não souber desenhar esboce, se não souber como é a forma, pesquise na e tente reproduzir em de esboço. Isso vai lhe ajudar!

No exemplo da empresa Eternalis, quando anotei a palavra fotografia, fiz um esboço de uma câmera fotográfica, esse esboço foi de uma vista frontal, mas o seu esboço poderia ser uma vista superior ou lateral de uma câmera ou mesmo poderia ter formas pontiagudas ou arredondadas. Você consegue perceber quantas variações podemos obter a partir de uma palavra?

A partir da ideia do nó eterno, busquei imagens dele para ter como referência. A partir da palavra laços, esbocei um laço de fita e assim por diante. Todo este processo vai lhe auxiliar a conectar ideias para gerar um conceito consistente que facilitará a criação da marca gráfica de seu cliente.

5- Definição do Conceito

Neste ponto você irá identificar no mapa mental criado quais os pontos que têm uma conexão forte entre si e que também se conectam com todas as outras etapas de briefing e pesquisas.

Faça a conexão entre eles usando canetas de cores diferentes, caso esteja usando o papel, ou linhas com bordas em cores diferentes caso esteja usando o computador. A partir disso, coloque apenas essas conexões em uma outra folha de papel separadamente e analise se é um bom conceito para a marca de seu cliente com base em tudo o que você já fez.

Se você considerar a ideia coerente e forte para a criação da marca gráfica, siga em frente e amplie novamente as ideias, pesquisando agora apenas sobre as palavras dentro desta conexão, a fim de verificar o que já foi produzido com essa ideia, se já foi produzido algo ou não, para que você possa fazer diferente.

Neste momento, você pode pesquisar sobre cores, formas e tipografias relacionadas a esta linha de raciocínio, mantendo a consistência do projeto em todos os aspectos, o que lhe ajudará a defender o projeto para o cliente.

Por exemplo, no caso da marca Eternalis, fiz as seguintes conexões:

Eternalis > eternizando momentos > transformar sonhos em realidade > laços com as pessoas > laços > esboço de laço > letra “e” (inicial do nome da empresa). Desta forma, defini o conceito que me guiou para a criação da marca gráfica da empresa: letra “e” estilizado em forma de laço.

Conclusão

A geração de conceitos para uma marca gráfica é um grande processo criativo que deve ter significado e coerência com base em todos os pontos estudados previamente, desde a reunião com o cliente, o briefing, as pesquisas semântica, visual, de similares e de concorrentes, palavras-chave, mapa mental com palavras e esboços até a da proposta da marca gráfica para o cliente.

Você já trabalha criando conceitos em seus projetos de marca? Conta aqui para a gente sobre a sua experiência. Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários que terei o maior prazer em responder.

Conteúdo

Comentários

O que você achou deste texto? Use a seção de comentários abaixo para tirar suas dúvidas, sugerir novos conteúdos ou para conversar comigo e a comunidade.

0 0 votes
Avaliação deste post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments