5 Obstáculos que te impedem de viver de design (e como vencê-los)

Um dos maiores desejos de um designer é poder viver de design. Essas 5 coisas podem estar te impedindo de conseguir alcançar esse objetivo mas nesse artigo eu vou te mostrar como vencer cada uma delas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
CAPA

Se você está lendo esse artigo eu tenho certeza que um dos seus objetivos profissionais é viver de design. Provavelmente você esteja encontrando dificuldades para alcançar esse objetivo mas saiba que você não é o único.

Existem milhares de profissionais criativos que estão nessa mesma situação e não conseguem viver unicamente de design. Eles acabam tendo que complementar a renda com alguma outra atividade ou mesmo acabam migrando para outra profissão por não conseguirem uma renda satisfatória trabalhando com design.

Durante todos os meus anos de experiência trabalhando com design e internet acabei observando nos depoimentos de muitos designers e profissionais criativos, alguns dos fatores indicados como obstáculos para alguém conseguir viver de design.

Por isso eu reuni os 5 principais obstáculos que dificultam o seu objetivo de viver de design. Mas não apenas isso, eu também vou indicar as soluções para superar cada uma dessas dificuldades.

1. Não dominar os programas (Photoshop, Illustrator, CorelDRAW etc.)

Conhecer pelo menos o básico dos programas de computação gráfica é fundamental

Em uma pesquisa que fizemos com os seguidores do nosso canal no YouTube, esse foi apontado como o principal motivo que impede eles de viver apenas do trabalho com design.

Realmente isso é algo que pode lhe atrapalhar bastante nesse objetivo. Conhecer pelo menos o básico dos programas de computação gráfica é fundamental e quanto mais você dominar essas ferramentas maiores são as oportunidades que você terá em sua carreira profissional.

Aqui não tem segredo, o ideal é que você faça um curso em que você aprenda pelo menos o básico dos principais programas de gráfica, Photoshop, Illustrator e Corel Draw, por exemplo.

Eu disse que ia te ajudar a resolver cada um desses problemas, então aqui vai a minha primeira dica.

Algo que você pode fazer para aprender a usar os programas de gráfica é estudar com nossos cursos GRATUITOS que são oferecidos em nosso canal no YouTube. Eu listei algumas playlists que com certeza vão te ajudar.

Além desses que são os principais programas de gráfica do mercado profissional, ainda vou deixar aqui o link para nossa página de playlists onde você você pode encontrar tutoriais de diversos outros programas como Affinity, Canva, After Effects e muito mais.

E se você tem condições de investir no seu conhecimento então eu lhe recomendo também fazer os nossos cursos completos na Suíte Criativa, onde além de aprender você ainda conta com o suporte dos nossos professores e tem a possibilidade de receber um certificado de conclusão.

Dá uma olhada em alguns dos cursos oferecidos por lá:

2. Morar em cidade pequena

Não importa onde você mora, a internet vai te ajudar a vencer essas barreiras do espaço.

Morar em uma cidade grande pode lhe render grandes oportunidades profissionais na área do design, seja para trabalhar como freelancer ou em uma agência em regime de CLT.

Por outro lado, morar em uma cidade pequena pode ser o oposto disso, poucas oportunidades, poucas empresas no ramo criativo e um mercado que muitas vezes não valoriza o design como profissão.

Esse problema já foi muito maior no passado, antes de a internet fazer parte das nossas vidas e impactar diretamente nas relações de trabalho.

A aqui é procurar investir em presença online, você não precisa ficar restrito ao seu bairro ou sua cidade, lembre-se que você tem o mundo todo à sua disposição através da internet.

Se seu desejo é trabalhar como freelancer basta procurar se manter capacitado e ter um bom portfólio online.

Se você pretende trabalhar em agência, procure as empresas que aceitam profissionais que trabalham em home office, várias empresas estão aderindo cada vez mais a esse modelo de trabalho e você tem que se beneficiar disso.

Procure investir em você e se capacitar para atender as demandas dessas empresas que estão além dos limites da sua cidade. Se você tem habilidade e é bom no que faz, não importa onde você mora, a internet vai te ajudar a vencer essas barreiras do espaço.

3. Não ter portfólio

Se você não tem um portfólio online precisa corrigir isso IMEDIATAMENTE.

Toda vez que eu falo sobre carreira e mercado para designers eu sempre destaco a importância do portfólio online. É ele que vai mostrar para o mercado quem é você, o que você faz e o que pode fazer para ajudar seus clientes.

Se você não tem um portfólio online precisa corrigir isso IMEDIATAMENTE.

Você não vai conseguir viver de design até que tenha um portfólio online. Mas não fique preocupado pois eu tenho duas notícias boas para lhe dar.

A primeira é que esse é um problema que depende única e exclusivamente de você para ser resolvido, sim basta você sentar na frente do seu computador e dedicar um tempo para criar o seu portfólio, simples assim.

A segunda boa notícia é que eu separei uma lista com os melhores vídeos que já produzi sobre portfólio online para designers. Um material muito bacana que vai te ajudar a saber como criar o seu portfólio online mesmo sem ter grana para investir em um site.

Então dá uma olhada em cada um desses vídeos e aplica tudo o que eu ensino neles e você vai ter um portfólio que vai te ajudar pelo menos a começar a conseguir os seus primeiros clientes.

Se depois de todo esse conteúdo você ainda não souber como ter um portfólio online, então eu não sei como te ajudar:

4. Não conseguir encontrar clientes

A busca por clientes deve ser constante!

Essa é uma dificuldade que acontece tanto para quem trabalha como designer freelancer quanto para os designers que pretendem ter sua própria agência ou estúdio.

Ter um bom fluxo de clientes é fundamental para se manter firme no mercado criativo e ter condições de viver exclusivamente do trabalho com design.

O grande erro que vejo muitos designers cometendo é que eles não fazem prospecção de clientes de forma diversificada e nem constante.

Muitos acabam relaxando na busca por novos clientes logo que conseguem fechar um contrato com algum cliente novo. O que acontece na sequência é que eles finalizam o projeto e estão sem nenhum cliente “na fila”, e daí segue mais um período sem novos projetos.

O segredo aqui é procurar novos clientes em várias fontes diferentes e não parar de prospectar mesmo que tenha fechado um novo projeto, lembre-se que uma hora esse projeto vai ser finalizado e você vai precisar de um novo cliente para manter as finanças do seu negócio em dia.

5. Ter clientes que pagam pouco

Investir em si mesmo pode atrair melhores clientes.

Esse é outro obstáculo muito comum, muitos profissionais até conseguem ter clientes regularmente mas esses clientes acabam pagando pouco pelos projetos desenvolvidos e consequentemente esse valor não é suficiente para que o profissional consiga se manter.

Esse é um problema que as vezes pode não ser tão simples de resolver já que podem ter diferentes causas. Pode ser que você esteja cobrando errado pelos seus projetos e acabar cobrando abaixo do valor de mercado, isso naturalmente vai lhe prejudicar.

Outro motivo pode ser que você esteja oferecendo seus serviços para clientes que realmente não estão dispostos a pagar muito por um projeto de design, isso também não é bom para você e seu negócio.

Vale a pena você dar uma lida no artigo onde o Liúte ensina quanto você deve cobrar pela sua arte. Depois de ler esse artigo você vai poder saber se está cobrando errado pelos seus projetos.

Agora se o seu problema for que seus clientes não estão dispostos a pagar mais pelos seus projetos então você vai precisar mudar seu posicionamento e também os seus clientes.

E aqui eu volto novamente a falar sobre investir em si mesmo, melhorar as suas habilidades e as suas ferramentas de trabalho para que você possa criar projetos mais bem elaborados e com uma qualidade superior, dessa forma isso vai atrair o interesse de uma nova clientela que vai conseguir perceber o valor do seu trabalho e vai estar disposta a pagar mais por isso.

O seu posicionamento como profissional está relacionado a diversas coisas, vai desde a forma como você se comunica com os seus clientes até se você tem ou não um site pessoal.

Tudo isso agrega valor a sua imagem profissional e ajuda a melhorar o seu posicionamento, procure observar se sua postura profissional atual não está transmitindo uma imagem de amadorismo para seus clientes.

Talvez seja a hora de começar a pensar em fazer mudanças que vão lhe ajudar a atrair um novo público interessado no seu trabalho.

Conclusão

Eu devo admitir que viver de design não é uma tarefa muito fácil, é preciso ter um pouco de preparação e planejamento para entrar no mercado criativo e se manter nele.

No entanto eu posso te garantir que é perfeitamente possível viver apenas do trabalho como designer desde que você esteja preparado e atento as várias oportunidades que passam diante de você a todo momento.

Comece avaliando cada um desses obstáculos que citei no artigo e verifique se está passando por algum deles, em seguida faça os ajustes necessários para alinhar a sua carreira com seu objetivo de viver de design.

Não esqueça que sempre estaremos aqui para te ajudar a alcançar esse objetivo, por isso quero que você comente: qual é a sua dificuldade que te impede de viver de design? Quero ver seu comentário aí embaixo para poder te ajudar melhor.

Muito bem criativo, hoje eu vou ficando por aqui, um grande abraço e até a próxima.

Comentários

O que você achou deste texto? Use a seção de comentários abaixo para tirar suas dúvidas, sugerir novos conteúdos ou para conversar comigo e a comunidade.

5 1 vote
Deixe sua nota
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments