fbpx
Clube do Design Design Princípios 5 princípios do design e sua importância
Pesquisar
Close this search box.

5 princípios do design e sua importância

Neste texto, exploramos os princípios do design gráfico: alinhamento, repetição, contraste, hierarquia e equilíbrio. Descobrimos como esses princípios transformam projetos comuns em arte visualmente impactantes.

Você já se perguntou o que torna um design visualmente cativante e outro simplesmente… não tão legal? Às vezes, essa diferença pode parecer misteriosa, mas aqui está o pulo do gato: todo grande projeto segue princípios de design sólidos que fazem toda a diferença entre o “uau!” e o “meh”. Mas fica tranquilo, a gente não vai te deixar na curiosidade!

Neste mergulho profundo no mundo do design gráfico, vamos explorar os bastidores da mágica visual e revelar os cinco princípios fundamentais que dão vida a qualquer projeto de design. Ah, mas não é só isso: vou te mostrar como esses princípios podem fazer seus trabalhos se destacarem em meio à multidão e conquistarem corações e olhares.

Desde a misteriosa arte do alinhamento que torna os designs coesos e harmoniosos até o jogo eletrizante de contraste que dá o poder de ênfase e impacto, você vai descobrir como essas ferramentas criativas podem ser usadas para criar designs que simplesmente não dá para ignorar.

Mas aí você deve estar se perguntando: “E a repetição? E a hierarquia?” Fica de boa, a gente vai explorar tudo isso e mais um pouco! Cada princípio tem sua própria mágica e nós estamos aqui para desvendar todos os truques.

Então, se você quer entender de uma vez por todas como arrancar suspiros com suas criações visuais e ter aquela confiança de quem realmente entende do riscado, é só continuar lendo. Afinal, quem não quer ser o mestre das cores, das formas e dos layouts incríveis? Vem comigo nessa jornada de aprendizado e prepare-se para se tornar um verdadeiro mestre do design gráfico!

Opa, antes que eu me esqueça, você pode aprender design gráfico comigo através dos meus cursos online. Te vejo lá!

Os 5 princípios básicos do design

O Design é cheio de princípios que podem deixar qualquer aspirante a designer maluco. Mas podemos dizer que existem aqueles que devem ser utilizados obrigatoriamente, como uma espécie de “esqueleto”, que vai segurar todo o seu layout e deixá-lo, pelo menos, mais organizado.

Os princípios mais básicos e fundamentais que vamos estudar hoje são;

  1. Alinhamento
  2. Repetição
  3. Contraste
  4. Hierarquia
  5. Equilíbrio / Equilíbrio com tensão

Princípios do Design: Alinhamento

O alinhamento cria um design mais nítido e unificado.

Alinhamento é um dos princípios mais básicos, mas mais importantes do design, pois permite que nossos olhos enxerguem ordem, o que é bem reconfortante para o leitor.

Já olhou pra um design e não sabia onde focar? À esquerda, à direita, no centro? Ter um ponto forte de alinhamento dentro do design faz com que nossos olhos fluam tranquilamente pela mensagem visual.

Alinhar elementos uns com os outros, de modo que cada item tenha uma conexão visual com outra coisa na página, deixa o design mais coeso e elimina o efeito desorganizado e bagunçado que vem do posicionamento aleatório de elementos.

Até alinhar elementos que não estão próximos pode criar uma conexão invisível, comunicando a ideia de que eles fazem parte do mesmo conjunto.

Quadros alinhados na parede demonstrando os princípios do design de alinhamento.
Mesmo de tamanhos diferentes, quadros alinhados geram a sensação de organização.

Fora do design gráfico 2D, o alinhamento pode ser observado em quadros pendurados de forma uniforme ao longo de uma linha invisível, naqueles ajustes de alinhamento direita/esquerda/centro para parágrafos em documentos do Microsoft Word, ou nas vagas de estacionamento marcadas por linhas uniformes numa fileira.

Vejamos alguns exemplos de bom uso do princípio de alinhamento no design gráfico:

Sinalização da livraria Surry Hills em Sydney como um bom exemplo dos princípios do design de alinhamento
Mesmo fazendo parte de peças menores, os elementos estão alinhados.

No exemplo acima, vemos uma placa de sinalização localizada em uma biblioteca. Todos os elementos estão alinhados em uma margem clara, que você pode ver marcado na linha pontilhada. Texto e ícones permanecem à esquerda, enquanto as setas estão alinhadas do lado direito. Isso cria uma conexão visual entre os elementos e simplifica o layout.

Páginas de um menu de café mostram o uso dos princípios do design de alinhamento.
Páginas de um menu de café mostram o uso dos princípios do design de alinhamento.

No caso do cardápio que você acima, o alinhamento desempenha um papel importante. Os textos ficam alinhados à esquerda, enquanto todos os preços se alinham à direita.

O alinhamento se estende por várias páginas do cardápio, garantindo que as imagens, títulos e informações estejam sempre alinhados. Isso cria uma conexão visual entre os elementos, simplifica o layout e garante que o leitor sempre saiba onde encontrar as informações que está buscando.

Ao folhear as páginas, você cria o hábito de ler as informações do produto de um lado e, quando quiser saber o preço, sabe para onde olhar para encontrá-lo.

Princípios do Design: Repetição

A repetição fortalece um design ao unir partes separadas, criando associações.

Pense na repetição como consistência. Ao repetir elementos de um design, você cria imediatamente uma familiaridade ou identidade.

A repetição é um fator importante na unidade de documentos de várias páginas, por exemplo, quando olhamos para uma revista, deve ser imediatamente óbvio que a página 5 e a página 10 pertencem à mesma publicação, seja pela grade utilizada, estilo de tipografia, tamanho da fonte, cor, relacionamentos espaciais, etc.

A repetição também pode ser usada para criar elementos gráficos, como padrões, desde que isso não fique evidente demais.

A repetição ajuda as pessoas a identificarem que coisas separadas pertencem ao mesmo grupo. Pense nos elementos do layout como se fossem uma família, cada indivíduo na família é um pouco diferente, mas há semelhanças suficientes para mostrar que todos estão relacionados.

Latas de refrigerante demonstrando o uso do principio de design de repetição.
Embora diferentes, é possível identificar elementos que se repetem e criam uma ligação entre estas latas.

As embalagens são uma ótima referência para ver o principio da repetição em ação. É comum que produtos de uma mesa linha sejam diferentes entre si, mas trazem elementos de design que se repetem, criando uma ligação e familiaridade.

No exemplo acima, as latas de refrigerante tem cores e ilustrações distintas, mas a posição do logotipo, a tipografia usada e o alinhamento dos objetos se mantém (se repetem), criando uma relação entre elas.

O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.
O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.
O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.
O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.
O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.
O manual de marca da Oi mostra como o principio de design de repetição pode ser usado de formas diferentes.

As páginas acima foram extraídas do Manual de Identidade Visual da empresa Oi, e demonstram que a repetição pode ser explorada de diversas formas, seja na repetição evidente de elementos como a posição do número de página e seus elementos, até mesmo o uso de gradientes coloridos em objetos soltos pela página.

Princípios do Design: Contraste

O contraste é a maneira mais eficaz de criar ênfase e impacto no seu design.

O contraste é criado quando dois elementos são completamente opostos. Por exemplo: tamanho grande/pequeno, fontes clássicas/contemporâneas, linhas finas/espessas, cores frias/quentes, escuro/claro, texturas suaves/ásperas, horizontal/vertical, etc.

O contraste desempenha um papel crucial na organização de informações em uma página. Ele dá ao leitor um guia sobre onde olhar primeiro; qual é o ponto mais importante? O que se destaca mais?

Para que o contraste funcione, ele precisa ser forte e óbvio. Nossos olhos gostam de contraste; não faça diferenças parecerem um erro. Para ter impacto, as diferenças precisam ser claras e extremas.

Cinco cadeiras em um fundo azul, quatro delas são azuis da cor do fundo, e uma delas é amarela, se destacando.
O contraste ajuda a evidenciar e diferenciar os elementos.
Contraste nos botões do Facebook

Por exemplo, o contraste no design digital pode ser visto quando você interage com botões de ação em uma rede social. Ao criar uma publicação no Facebook, o botão “Publicar” tem grande contraste em relação aos demais elementos.

Livro com embalagem tipo caixa na cor azul com o seu interior na cor laranja.

Neste exemplo, o contaste entre o azul profundo da parte externa da caixa e o laranja brilhante do interior é instigante e atrai o leitor a abrir a caixa. Uma vez aberta, o contraste é revelado entre o design minimalista da caixa e o conteúdo com um padrão colorido. Ambos adicionam uma sensação de prazer ao desembalar o produto.

Cartaz com título de letras muito grandes em relação ao conteúdo que possui letras menores.
Contraste também pode ser aplicado através do tamanho dos objetos

A escala também é usada para aplicar contraste. Elementos muito grandes se destacam e chamam atenção antes dos elementos menores.

Cartaz com fundo amarelo e texto e ícone em preto mostrando o principio de design de contraste.
Espaço vazio também é um poderoso elemento no contraste.

O contraste por meio da escala também funciona de forma inversa. Como neste exemplo de página amarela criada pelos Diretores de Arte Ron Henriques e André Calazans, onde muito espaço ao redor de um objeto pequeno atrai o olhar, criando um ponto focal nítido.

Princípios do Design: Hierarquia

A hierarquia cria organização.

Pensa comigo: a hierarquia é geralmente algo que a gente relaciona a classificação em uma empresa ou organização. É um sistema em que pessoas ou coisas são organizadas de acordo com sua importância.

No design, a hierarquia cria uma organização visual para um layout e dá ao leitor uma ideia de onde começar e terminar a leitura. Cada elemento que faz parte do design pode receber um ranking de prioridade. Por exemplo:

  • Título
  • Imagem
  • Subtítulo
  • Chamada para ação no site
  • Corpo do texto

O designer pode então tomar decisões sobre a posição, tamanho, contraste, cor etc. para garantir que a hierarquia desejada seja alcançada.

Sempre tem aquele cliente que quer aumentar tudo em uma página porque acha que todos os elementos são “muito importantes”. O problema com essa abordagem é que, ao fazer isso, nada mais se destaca. Geralmente, há uma única mensagem mais importante do que todas as outras; ela deve se destacar mais e guiar o público pelo restante do conteúdo.

Vejamos alguns bons exemplos visuais de hierarquia no design gráfico.

Cartazes com imagens e textos coloridos demonstrando como o principio de design de hierarquia foi usado.
Percebe como o uso do contraste ajuda a criar também a hierarquia?
Cartazes com imagens e textos coloridos demonstrando como o principio de design de hierarquia foi usado.
Textos maiores chamam mais a atenção e demandam leitura imediata

A hierarquia é utilizada no design deste cartaz e cartão postal anunciando uma exposição por meio de variação no estilo do texto. Há um agrupamento claro de informações, que guia visualmente o espectador dos elementos mais importantes (artista e data) para os menos importantes.

Caixas de um produto com números bem grandes impressos demonstram o principio de design de hierarquia.

A hierarquia na embalagem é extremamente importante. O consumidor precisa reconhecer um produto na prateleira e entender o que está comprando. Como você pode ver nesse exemplo, destacar um ponto focal realmente atrai o cliente.

Cartazes demonstram como o principio de design de hierarquia pode direcionar a leitura.
O que você leu primeiro?

Quando se trata de tipografia, a hierarquia significa um estilo consistente de texto semelhante em todo o documento. Nesse exemplo, temos um título, texto introdutório, subtítulos e corpo do texto. Todos eles trabalham juntos para guiar o leitor pelas informações na ordem pretendida pelo cliente.

Princípios do Design: Equilíbrio

O equilíbrio oferece estabilidade e estrutura ao design, seja por simetria ou tensão entre elementos.

O equilíbrio é o peso distribuído na página pela disposição dos elementos.

Vamos dar uma olhada em bons exemplos de equilíbrio — tanto simétrico quanto através de tensão — no design gráfico.

Na sua forma mais simples, o equilíbrio simétrico pode ser criado com uma linha central invisível, onde o peso dos elementos em ambas as metades da página é igual. Por exemplo, o equilíbrio simétrico pode ser visto no símbolo yin-yang ou na famosa pintura “A Última Ceia”, de Leonardo da Vinci.

Símbolo de ying yang é um exemplo de equilíbrio visual.

Esse tipo de equilíbrio simétrico geralmente tem um visual muito tradicional e harmonioso, mesmo que, às vezes, possa parecer artificial e entediante.

Identidade visual Luna de Oriente é ume exemplo de marca simétrica.
Logotipo com design simétrico.
Identidade visual Luna de Oriente é ume exemplo de marca simétrica.
A simetria se repete mesmo na papelaria

Essa identidade para um centro de medicina oriental, Luna de Oriente, feita por Estudio Menta, usa bastante o equilíbrio simétrico para transmitir que eles são confiáveis, de alta qualidade e dignos de confiança. O próprio logo usa equilíbrio simétrico, assim como o layout geral utilizado em toda a papelaria.

Quadros com texto e imagem demonstrando o uso do principio de design de equilibrio.
Texto e imagem em lados opostos geram equilíbrio.

No exemplo acima, o equilíbrio através da tensão é usado através da posição do texto forte alinhado à esquerda no topo da página, que contrasta com a imagem posicionada na parte inferior direita.

Conclusão

Então, é isso. Os cinco princípios do design gráfico. Sentiu que pegou mais firme nos conceitos básicos de design?

Te proponho ficar de olho da próxima vez que estiver explorando inspirações de design ou passeando por aí.

Repare onde os princípios de design estão funcionando ou não. Se você ajustasse um elemento, o design desabaria? Ou se uniria?

Com informações de Shillington.

Leia também:
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments